quinta-feira, maio 04, 2006

A nossa primeira zanga

Ás vezes ponho-me a pensar que não posso simplesmente deixá-la fazer tudo o que quer, quando quer e da maneira que quer.

Por amá-la demais, sinto que tenho obrigação de lhe mostrar os seus limites.

Não sou apologista do grito, da palmada. Não sou, mas não digo que um dia não o farei. Limito-me a dizer que gostaria de não o fazer.

De há algum tempo para cá, a Bi não me deixava mudar a fralda. Quando digo que não deixava, era porque era impossível mudar-lhe a fralda com ela sempre a virar-se, a chorar, a gritar, a bater com os pés e com a cabeça.

Impossível!

Ao princípio, tentava com calma, pedia ao pai para lhe agarrar as pernas, mas conforme o tempo foi passando percebi que não estava a ter a melhor atitude. Onde já se viu, precisar de ajuda para mudar uma fralda!

Há dois dias, num destes ataques muda fraldas, falei-lhe num tom, que ela nunca tinha ouvido (nem eu me tinha visto neste papel). Não gritei. Falei-lhe alto e pausadamente. Disse-lhe um NÃO firme. Expliquei-lhe que lhe ia mudar a fralda de qualquer maneira. PARA QUIETA E ESCUTA-ME!

Para meu espanto ela parou. Olhou para mim, muito séria e pegou numa tampa para brincar. Não disse mais nada e o silêncio foi palavra de ordem.

Ontem à tarde a educadora disse-me com muito espanto que ela já não fazia birras para mudar a fralda. Ontem e hoje de manhã também não fez.

Será que deu resultado?

11 comentários:

Sandra Flores disse...

Been there. Seen that. E espero mm q resulte.

rita disse...

Por aqui ainda não preciso de ajuda para a mudar, mas se calhar tenho de ter uma conversinha com ela!
Beijinhos e espero que tenha resultado!

Fontez disse...

Não faz bem zangarmo-nos, se bem que às vezes os resultados excedem as nossas expectativas. :)
Bom blog.

Ana disse...

Espero que resulte!

As nossas meninas andam na mesma escola?? :)

Su disse...

Andamos todas com o mesmo problema...certo? Ainda bem que posso ler estes testemunhos todos se não ficava a pensar que a minha filha era a bebé mais birrenta do mundo. Já vi que deve ser da idade...

karina oliveira disse...

Eu acho que vai resultar.
Ela percebeu que tinha acabado a hora da brincadeira.

Nao e preciso bater nem gritarias para os pôr na linha!

beijos

Rute disse...

Espero mesmo que resulte...

Beijocas,
Rute e André

xana disse...

Como eu te entendo agora o Vasco faz chororamingas para tudo e quando me "zango" com ele, ele tamb+em pára a maior parte das vezes. É difícil,porque são as primeiras vezes que estamos a impor regras (à força).

Beijinhos e espero que tenha sido uma e de vez!

Jasmim disse...

Pois, se calhar resultou e se calhar às vezes tem que ser. Ela não percebe o que dizes... mas percebeu que o tom não foi o mesmo e se calhar foi o suficiente!!

Beijocas.

Loira disse...

Parece q sim!

Ana disse...

Andava no mundo dos blogs e parei aqui porque achei q foto um miminho : )

Imagino o stress para mudar a fralda e acho que é importante, elas perceberem que nem sempre mandam : (

Sei que deve ser difícil tomar o lado "mau", mas de pequenino se torce o pepino não? : ))) ainda não precisei, mas vai ser necessário de certeza... mais uns mesinhos e voilá!

beijinhos cor-de-rosa pela invasão : )