sexta-feira, junho 01, 2007

Porque em casa de ferreiro, espeto de pau...

... ela nunca fica com as coisas que eu faço. Normalmente assinalo os dias importantes com mimos e ternuras, mas as prendas, aquelas que eu faço para os outros nunca tenho tempo para as fazer lá para casa. A maior prova disso é que eu pinto para fora, e a minha casa TODA tem dois quadros na parede (um deles não é meu). Os meus amigos e familiares têm mais coisas minhas em casa que eu na minha própria casa.

E vou desculpando com, desta é que é... o próximo é para nós... ou ainda, vou comprar noutro sítio porque me chateia ver as minhas coisas expostas. Não sei, acho que é mesmo por falta de organização, por falta de tempo. Eu gosto tanto de fazer tanta coisa que acabo por não fazer nada. Às vezes faço por vergonha, faço porque tanto oiço que lá vou eu a correr. É verdade, tudo o que é para "nós" é feito em cima do joelho. Nasce assim, zás tás, pum...

Mas hoje, hoje foi diferente. Hoje vesti a minha filha com uma t-shirt feita por mim, ainda fiz uma para o sobrinho e outra para a sobrinha. Foi tudo com a bela da t-shirt. Gostei de a ver... contente por perceber que era um dia diferente. Talvez pelas nossas reacções, talvez por todo o aparato...

... hoje cheguei a sorrir, porque a deixei a sorrir, vaidosa e feliz.

3 comentários:

mãe disse...

A t-shirt está muito bonita. Lá teve a pequena razão em ir vaidosa.
:)

Paula19 disse...

Assino por baixo.

Susana disse...

E eu vi os dois e estavam tão giros!!! (e disse à Bia que a mãe dela é muito prendada!!)