quinta-feira, maio 10, 2007

Que me perdoem a expressão

Há dias que ela só pode estar possuída!

Como é que é possível ela acordar já a dizer não, não queio. Eu, sentada na cama a ver todo aquele aparato. Refilava, mandava com tudo para o chão, batia no palhaço e fazia cá uma cara de má, que só visto.


Não sei bem a quem é que ela sai com este feitiozinho religioso...


... ou se calhar... bem... se calhar até sei!

4 comentários:

Liana disse...

Adoro essa expressão, sabias?
Acho o maximo!

E tens toda a razão, as vezes ate parece que nem os conhecemos...

Beijos

Carla disse...

Bem... pensei q estivesses a falar na minha piolha!

Nas ultimas noites, acorda com uns "Saí!! Na qué!!! acompanhados de uns safanões e a espernear por todo o lado!

Será que é do tempo?!?! :-/

Beijinhos doces,
Carla e Beatriz (19m)

Lúcia disse...

Sei o que é isso, ultimamente, sei muitas vezes.

Lúcia disse...

Sei o que é isso, ultimamente, sei muitas vezes.