terça-feira, maio 15, 2007

Num baloiço de jardim...

... abracei-te e encostei-te ao meu peito. Ali ficamos... juntas e em silêncio. Num silêncio que preenche a alma.

Sai de mim e olhei para nós. Senti-me tua mãe. (São raros os momentos em que me sinto tua mãe.)

Tive medo de me mexer, não queria que aquele momento acabasse nunca.

Respirei-o mais uma vez.

Desapareceram as birras, os choros e as gritarias. No ar ficou apenas, o verdadeiro sentido da vida.

6 comentários:

Costinhas disse...

sabe tão bem quando isso acontece!

Liana disse...

Que coisa maravilhosa!

Lúcia disse...

Gostei tanto do que li e esenti com este teu relato.
Há tempos dizias que no teu blogue não sentias amor, só queixas tuas. Não podia estar mais em desacordo, este post diz tudo, TUDO!
Bjnhs

Princesa madalena disse...

São tão bons esses momentos de silêncio, de cumplicidade em que não temos que ralhar, só Amar.

A mamã disse...

tão bom mesmo!
Bjinhos
paula

Morena disse...

:o) Até dá para imaginar a cena!
Beijinhos