quarta-feira, dezembro 20, 2006

Novas palavras

(agora é que ninguém a cala)

Pai, paíiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii, ó paiiiiiiii, papá (diz a toda a hora, cantado, devagarinho, aos pulinhos)
Mãíiiiiiii (quando está aflita)

Tá Tá (Já está)
Tá qui (Está aqui)
Óia (olha)
Qué (quero)
Na (Não)

Pai Tal (Pai Natal)
Ão (Cão)
Ábua (Água)

2 comentários:

sandra disse...

Empresta-me um bocadinho, tenho dois para prender! :P

sandra disse...

Ups!... o comentário anterior era ao post de cima!...

É engraçado que quando estão aflitos só chamam pela mãe! :P