quinta-feira, julho 24, 2008

Um dia longo

Hoje vou começar uma nova jornada. Uma jornada solitária e que sinceramente, me assusta. A Rita vai para casa, espera-se que a Inês nasça no final de Agosto, e depois disso são mais 5 meses... sem ela aqui.

Vou ficar a trabalhar só com homens, no meio de más educações, palavrões e afins.


Pensando positivo, talvez seja uma fase impulsionadora do meu ponto final...
ai o que eu queria... tanto, tanto.

Entretanto sei que vou sentir a falta e o apoio da minha amiga, com quem eu sei rir e chorar. Sei que vou sentir falta das parvoeiras que todos os dias nos saem da boca para fora. Mesmo sabendo que ela não vai emigrar, vai de certo fazer-me falta aqueles olhos que tanto me acalmam e me fazem sentir em casa.

2 comentários:

Segredo Cor de Rosa disse...

Não conheço a Rita muito bem, mas sempre houve uma enorme empatia entre nós.
E esses olhares que não precisam de muitas palavras, são o grande apoio que precisamos.
Desejo-te muita sorte e calma nesta batalha.
Um beijo grande para ti, para a Bi e para o cão.

Liana disse...

Aiiii a saudade já a apertar, não é?


Força!

Beijo